Mitos e verdades sobre o PVC

Confira alguns mitos e verdades sobre o PVC


MITO – O PVC é tóxico.


FATO – O PVC é um produto inerte, atóxico e seguro.

Sua principal matéria-prima é o sal marinho, recurso inesgotável na natureza. Cerca de 57% da resina de PVC, em peso, têm origem nesta matéria-prima. Os 43% restantes correspondem ao petróleo que, inclusive, pode ser substituídos pelo eteno, produzido a partir da cana de açúcar, permitindo que a resina seja derivada de matérias-primas 100% inesgotáveis.


O PVC é utilizado em segmentos sensíveis e que têm a segurança como fator fundamental, como na fabricação de tubos e conexões para o transporte de água potável, embalagens de alimentos e remédios, além de ser o plástico mais utilizado na área médica.


Um dos materiais mais estudados em todo o mundo, o PVC tem aprovação de uso por entidades reguladoras do setor de saúde, como a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Ministério da Saúde, FDA – Administração Federal de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos, Farmacopeia Europeia, Ministério da Saúde do Japão, dentre outros.


MITO – Monocloreto de vinila (MVC) é tóxico, comprometendo a saúde das pessoas que trabalham nas empresas fabricantes de PVC e dos consumidores finais devido ao contato com produtos de PVC.


FATO – MVC é a unidade funcional que dá origem ao PVC. Nos anos 70, descobriu-se que o MVC tem potencial cancerígeno. A partir daí diversas ações foram tomadas pelos fabricantes de PVC no sentido de garantir a segurança de seus colaboradores.


No passado, a limpeza dos reatores – equipamento onde ocorre o processo de polimerização – era feita manualmente. Operários entravam no reator para limpar o local. Com a descoberta sobre a carcinogicidade do MVC, o processo de fabricação do PVC passou a ser totalmente fechado, ou seja, a limpeza não é mais feita como antigamente e os operários não têm contato com o MVC.


Os processos produtivos da indústria do PVC são, ainda, regulamentados mundialmente e seguem severas legislações, como por exemplo, a OSHA (Occupational Safety & Health Administration) dos Estados Unidos, cuja missão é impedir a ocorrência de acidentes e doenças em ambientes de trabalho através da aplicação de normas de segurança e saúde no trabalho.


Os produtores de matérias-primas e resinas de PVC são signatários do programa Atuação Responsável®, versão brasileira do Responsible Care®, adotado pela Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM), desenvolvido para promover o aperfeiçoamento da gestão das empresas químicas brasileiras e de sua cadeia de valor, de forma a assegurar a sua sustentabilidade, bem como contribuir para a permanente melhoria da qualidade de vida da sociedade.


Não há qualquer possibilidade de consumidores finais serem contaminados com MVC pelo contato direto com produtos de PVC, já que a quantidade de MVC residual da resina de PVC fabricada é estritamente controlada.


MITO – Produtos de PVC são tóxicos pois tem chumbo em sua composição.


FATO – Os estabilizantes térmicos são aditivos utilizados na fabricação de qualquer produto de PVC para evitar que o material se degrade durante os vários processos de transformação pelos quais o PVC pode passar. O estabilizante mais utilizado no Brasil há alguns anos era o a base de sais de chumbo.


Atualmente, o uso desses produtos no Brasil é residual. Esse quadro atual é fruto de um acordo voluntário iniciado em 2002, liderado pelo Instituto Brasileiro do PVC, do qual foram signatários os principais fabricantes de tubos e conexões, de estabilizantes térmicos e de resinas de PVC. Por meio desse acordo, o setor promoveu a substituição de estabilizantes a base de sais de chumbo por Ca/Zn, mesmo sabedores de que não havia possibilidade desse estabilizante contaminar de alguma forma a população ou o meio ambiente, em seu uso em tubos e conexões. Isso porque ele fica preso à matriz polimérica do PVC. Toda a cadeia produtiva do PVC estava ciente, entretanto, de que existe todo um setor envolvido na fabricação de produtos à base de chumbo e que existe o risco de contaminação ao longo dela.


Atualmente, as normas técnicas já preveem a não utilização de sais de chumbo em tubos e conexões e outros segmentos seguiram o mesmo caminho, como o de forros de PVC, por exemplo. Os novos desenvolvimentos de produtos também já consideram a não utilização de estabilizantes a base de sais de chumbo.


MITO – PVC é difícil de ser reciclado.


FATO – O PVC é 100% reciclável e, como qualquer termoplástico, pode ser facilmente reciclado.  Os processos de fabricação de produtos de PVC reciclado são os mesmos utilizados para a fabricação de produtos feitos com matéria prima virgem.


A questão está nas condições dos resíduos que serão reciclados. Para que a reciclagem seja efetiva a coleta seletiva do PVC deve ser adequada, evitando contaminação do resíduo a ser reciclado assim como a mistura com diferentes tipos de plásticos. Essa não é uma característica específica do PVC, mas de todos os materiais recicláveis.


A indústria de reciclagem do PVC no Brasil é consolidada e vem se desenvolvendo ano a ano. A pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro do PVC chamada de “Monitoramento do Índice de Reciclagem Mecânica do PVC no Brasil” mostra bem essa evolução


MITO – O PVC emite fumaça tóxica em incêndios


FATO – Em ambientes de incêndio, qualquer material inflamável que entre ignição e propague chamas, emite fumaça tóxica, podendo ser esta toxidade de maior ou menor grau. Porém, é necessário verificar o comportamento desses materiais em fases anteriores a essa emissão, no que diz respeito à ignição (facilidade ou dificuldade para o material pegar fogo) e propagação de chamas (potencial do material em sustentar a chama e espalhá-la para outras superfícies).


O PVC é muito resistente à ignição e, assim, tem a vantagem de dificultar que um incêndio se inicie. Se iniciado, o PVC contribui para que o fogo não se alastre rapidamente, pois a velocidade de propagação de sua chama é muito lenta, além de não se sustentar. A característica “antichamas” torna o PVC um dos mais utilizados em aplicações de elevado risco, como fios e cabos e forros de postos de gasolina, por exemplo.



Inscreva-se para receber nossas novidades!

© Copyright: Eurosystem Industria e Comercio de Esquadrias Ltda - All Rights Reserved 

2020 criado por Howling Creative Center.

Contato:

+55 11 3045-9520

contato@eurosystem.com.br

Horário de atendimento:
De segunda a sexta: 8h às 18h

Sábado: Apenas Sob Agendamento 

Showroom
Rua Fiandeiras, 643 – Vila Olímpia
São Paulo – SP

  • Facebook
  • Pinterest
whatsapp-logo-1.png